Ceuta: uma reflexão

Quando voltamos os olhos para o que se passa neste momento em Ceuta podemos sentir uma certa estranheza, uma vez que vivemos num estado e numa União Europeia que desenvolvem com certa frequência uma série de atividades e iniciativas “em defesa dos seres humanos”. Ver a imagem de bebes, crianças e jovens prestes a se … Continue reading Ceuta: uma reflexão

Empregos “verdes” com direitos e salários justos!

Artigo de Igor Constantino, um trabalhador da CP Dia 27 de Maio os ferroviários realizarão uma greve de 24 horas convocada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário (SNTSF-CGTP) nos Comboios de Portugal – CP e na Infraestruturas de Portugal – IP. Reivindicam a actualização dos salários que na CP não acontece desde 2009, … Continue reading Empregos “verdes” com direitos e salários justos!

Aos agressores absolvidos e às sobreviventes que ficam pelo caminho.

Artigo 152.º Violência doméstica “Quem, de modo reiterado ou não, infligir maus tratos físicos ou psíquicos, incluindo castigos corporais, privações da liberdade e ofensas sexuais:a) Ao cônjuge ou ex-cônjuge;b) A pessoa de outro ou do mesmo sexo com quem o agente mantenha ou tenha mantido uma relação de namoro ou uma relação análoga à dos … Continue reading Aos agressores absolvidos e às sobreviventes que ficam pelo caminho.

O que podem os socialistas aprender com o #MeToo?

Parte 01 de 02 Publicado originalmente no site Socialist Worker, escrito Elizabeth Wrigley-Field traduzido por Clara Sandra. Nota de tradução: Escolhi seguir uma tradução masculina para o agressor e feminina para a sobrevivente tanto na especificidade do caso em questão como nas partes em que a autora fala em situações abrangentes. De referir que tenho conhecimento … Continue reading O que podem os socialistas aprender com o #MeToo?

Como devemos agir perante denúncias e situações de violência machista, racista ou LGBTfóbica no campo da Esquerda?

Escrevemos este texto como contributo para pensarmos em conjunto, nos movimentos sociais, nos partidos, nos sindicatos, comissões de trabalhadores, organizações de manifestações, como lidar com a opressão machista, racista ou LBGTfóbica que se expressa nas nossas fileiras. Iremos publicar nos próximos dias alguns textos que não são da nossa autoria que abordam situações concretas e … Continue reading Como devemos agir perante denúncias e situações de violência machista, racista ou LGBTfóbica no campo da Esquerda?

A abolição e a necessidade de uma história de liberdade

Artigo de Gabriel Santos, publicado originalmente no Esquerda Online 13 de Maio é uma data histórica para nosso país. Como toda data que passa a ser considerada como tal, ela é recheada de simbolismos e disputas sobre seu significado. Normalmente uma data histórica se torna assim, por ter algo nela que se mistura e entrelaça … Continue reading A abolição e a necessidade de uma história de liberdade

Uma nova Intifada palestina está surgindo? Notas sobre a resistência contra o plano de “judaização” sionista de Jerusalém Oriental

Imagem: Palestinos formam o desenho do Domo da Rocha com as balas de borracha e granadas disparadas pelas forças de segurança israelenses Roberto “Che” Mansilla*, do Rio de Janeiro, RJ Publicado em esquerdaonline em: 11/05/2021 04h22 Desde a última quinta-feira (06 de maio) acompanhamos o recrudescimento da violência estatal de Israel contra os palestinos. Esta nova … Continue reading Uma nova Intifada palestina está surgindo? Notas sobre a resistência contra o plano de “judaização” sionista de Jerusalém Oriental

#EuTambém

...já sofri assédio sexual ...já fui alvo de comentários machistas ...já fui violada ...já fui agredida ...já fui vítima de violência psicológica ...já fui controlada por um parceiro ...já fui deslegitimada quando denunciei Tarana Burke fundou, em 2006, o movimento Me Too, para denunciar assédio sexual e violência de género nos EUA. Vários anos mais … Continue reading #EuTambém

Contra os despedimentos na NOS/Randstad de Coimbra!

A ameaça não é de agora, os trabalhadores do projecto NOS em Coimbra, empregados pela empresa de Outsourcing Randstad têm vindo a ser confrontados com esta ameaça à anos, não sendo nova para os 60 trabalhadores da NOS em Coimbra. Agora foi efetivada, despedimentos para quem ainda está em termo incerto e possibilidade de deslocação … Continue reading Contra os despedimentos na NOS/Randstad de Coimbra!

Cinco motivos para sair à rua no 1º de Maio

Em defesa dos empregos e das condições de trabalho O aumento do desemprego mundial e da precariedade laboral marcou este ano de pandemia. Mais de 80% da força de trabalho mundial foi afetada pelo encerramento total ou parcial dos seus locais de trabalho, significando uma redução drástica nos rendimentos das/os trabalhadoras/es. Centenas de milhares de … Continue reading Cinco motivos para sair à rua no 1º de Maio