2022: Itália num beco com difícil saída

Queda do Governo liderado por Mario Draghi O Governo italiano, liderado por Mario Draghi, que era apoiado por quase todo o espectro político italiano, desde o partido Liga de Matteo Salvini até ao Partido Democrático (PD), passando pelo movimento 5 Estrelas (M5s) e a Força Itália (FI) de Sílvio Berlusconi, caiu no final de julho. … Continue reading 2022: Itália num beco com difícil saída

Entrevista a Ativista Político Turco

No passado sábado (28 de maio), fez 9 anos desde o início dos protestos da Praça Taksim, mais conhecido na Turquia como movimento Gezi[1]. Aproveitamos a efeméride para fazer uma entrevista a Mert Kılınçaslan, activista político turco, participante activo nos protestos da Praça Taksim e membro do TIP (Partido do Trabalhadores da Turquia) Como classificas … Continue reading Entrevista a Ativista Político Turco

A cómoda marginalidade política

“Não é a consciência que determina a vida, mas a vida que determina a consciência” - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich em “A Ideologia Alemã “I can't explain, you would not understand, this is not how I am I have become comfortably numb” – Comfortably Numb, Pink Floyd A vida colectiva, conduz-nos ao movimento dinâmico da … Continue reading A cómoda marginalidade política

A descida do ISP aumenta os lucros das petrolíferas

Nos últimos meses, temos assistido a um contínuo aumento do preço dos combustíveis que muito tem sobrecarregado os rendimentos de quem trabalha.  A direita em conjunto com a Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (APETRO) responsabilizava o “Estado” e a “enorme carga fiscal” através do ISP (Imposto sobre Produtos Petrolíferos) para explicar o aumento dos preços … Continue reading A descida do ISP aumenta os lucros das petrolíferas

A Comuna de Paris, a revolução prematura

  A história nos desmentiu, bem como a todos que pensavam de maneira análoga. Ela demonstrou claramente que o estado de desenvolvimento ECONÓMICO no continente ainda estava muito longe do amadurecimento necessário para a supressão da produção capitalista; demonstrou-o pela revolução ECONÓMICA que, a partir de 1848, apoderou-se de todo o continente (…)tornando a Alemanha … Continue reading A Comuna de Paris, a revolução prematura

Ucrânia: presa em uma zona de guerra

Texto de Michael Roberts com tradução de Valério Arcary À medida que os tambores da guerra soam para a Ucrânia, qual será o impacto na economia da Ucrânia e nos padrões de vida de sua população de 44 milhões, se a guerra for evitada ou não? Já postei sobre a Ucrânia várias vezes antes durante … Continue reading Ucrânia: presa em uma zona de guerra

Como e quem normaliza o Chega?

As duas últimas semanas têm sido pródigas em comentários ou declarações na comunicação social, em que se compara o Chega, partido neofascista, ao BE e PCP com o propósito de justificar a eleição de Diogo Pacheco Amorim, deputado neofascista e ex-membro do grupo terrorista MDLP, para vice-presidente da Assembleia da República (AR). Na verdade, a … Continue reading Como e quem normaliza o Chega?

Eleições presidenciais francesas: quem é a extrema-direita de Eric Zemmour?

Artigo publicado originalmente em https://xekinima.org/ a 11 de Novembro quando Eric Zemmour ainda não era oficialmente candidato presidencial. Tradução de Tiago Castelhano. Apenas cinco meses antes das eleições presidenciais francesas [a primeira volta será a 10 de Abril e a segunda a 24 de Abril], o jornalista televisivo e escritor Eric Zemmour - embora não … Continue reading Eleições presidenciais francesas: quem é a extrema-direita de Eric Zemmour?

ORÇAMENTO 2022: VIRAR À ESQUERDA É NECESSÁRIo

Texto escrito por Tiago Castelhano e Manuel Afonso Após o avanço da direita nas eleições autárquicas, muito se tem falado na possibilidade de um novo ciclo político. Na verdade, era ao Governo que cabia iniciar um novo ciclo: apostar nos serviços públicos, no combate à precariedade, na transição climática e na habitação para todos. Enfim, … Continue reading ORÇAMENTO 2022: VIRAR À ESQUERDA É NECESSÁRIo

É um erro a esquerda ir às ruas no dia 7?

O dia de hoje no Brasil será palco de manifestações de bolsonaristas e da esquerda, a tensão aumenta. Há ameaças de Bolsonaro de que não haverá eleições sem voto impresso e o golpe não é algo que se possa descartar. Neste contexto há na esquerda algumas dúvidas sobre qual a melhor estratégia a adoptar para … Continue reading É um erro a esquerda ir às ruas no dia 7?