Uma epidemia chamada capitalismo e uma doença chamada desespero

Hoje não vos trago nada muito elaborado, nada no sentido que costumam ler por aqui. Vim falar sobre uma dimensão extremamente importante não só na atividade política como em tudo que fazemos: a dimensão pessoal, a nossa relação com as nossas emoções e com as das outras  como parte integrante de uma práxis revolucionária. Escrevo … Continue reading Uma epidemia chamada capitalismo e uma doença chamada desespero

O Chega e a grande máquina de bebés a baixo preço

Está em voga ouvirmos por aí que a “família tradicional” está sob ataque. Não é assim tão pouco recorrente ouvirmos um Bolsonaro, um Trump, um André Ventura e seus aliados bradarem que é necessário proteger a todo o custo essa tal instituição que seria esse tal modelo de família. Seria muito fácil apontar o dedo a essas … Continue reading O Chega e a grande máquina de bebés a baixo preço

A caça ao “identitarismo” como forma de aliança ideológica com a burguesia: um debate necessário

Eu sou uma das pessoas que advoga veementemente que o debate sobre as acusações de “desvios identitários” é necessário porque constitui ou um avanço ou retrocesso na luta da classe trabalhadora. Através dele podemos dar um ou mais passos adiante no sentido de rompimento com a expressão das relações ideais da classe dominante. Posto isto, … Continue reading A caça ao “identitarismo” como forma de aliança ideológica com a burguesia: um debate necessário

Sempre que o fizerem, nós estaremos na rua

Pode parecer uma ameaça, e é. É uma ameaça direta e consequente contra todas as formas de fascismo que começam a tomar demasiado espaço na rua. Por isso dizemos, sempre que fizerem vigílias, estaremos na rua. Sempre que lançarem o medo sobre as pessoas racializadas, negras, ciganas, lgbtis e mulheres, estaremos na rua. Agora, cá … Continue reading Sempre que o fizerem, nós estaremos na rua

Há 76 anos*: Nazis assassinaram em massa os povos Sinti e Roma em Auschwitz

No dia 2 de Agosto de 1944, mais de 4,000 pessoas foram assassinadas em camaras de gás em Auschwitz. O genocídio dos povos Sinti e Roma levado a cabo pelos nazis na Europa continua a afetar muitas vidas hoje em dia, diz a historiadora Karola Fings. DW: O dia 2 de Agosto de 1944 foi … Continue reading Há 76 anos*: Nazis assassinaram em massa os povos Sinti e Roma em Auschwitz

O assassinato de Bruno Candé não vai passar em branco!

Os negros , as negras, os ciganos , as ciganas, os e as imigrantes, bem como toda a população antirracista de Portugal entrou em luto no passado sábado, dia 27, ao saber que 4 dos 6 tiros  disparados por um homem racista contra Bruno Candé o mataram. Eu me poderia centrar nas inúmeras qualidades do … Continue reading O assassinato de Bruno Candé não vai passar em branco!